Giselle Sato
A inspiração é o encontro perfeito das palavras e a imaginação. Aventure-se.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
01/08/2018 12h57
Se ficar muito pesado...deixe ir - Giselle Sato

Um dos maiores benefícios desde que comecei a praticar mindfulness, foi aprender a trabalhar o foco e atenção ao que estou vivenciando. A forma como olho uma foto antiga onde estou magrinha e de salto alto não é a mesma; aquela Giselle comissária de bordo é parte das minhas lembranças mais doces, hoje sinto carinho por esse tempo. Carinho, saudades boas e construtivas, os sapatos agora são baixos e as roupas mais confortáveis.

 

 

 

 

 

 

Acredito que acumulamos coisas demais, vamos colocando na nossa malinha e carregando vida afora, quanto mais pesada maior o esforço para arrastar. Estou tentando tornar minha bagagem mais leve, cada vez mais leve, até que não seja preciso levar nada além de mim.

 

 

 

 

#conviendocomadorcronica#desapego#convivendocomadorcronica#saudades

 

 


Publicado por GiselleSato em 01/08/2018 às 12h57
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
31/07/2018 20h12
Meus amores - Giselle Sato

Era uma vez três pastorzinhos, lindos, peludos, adoráveis e muito fofinhos. Para deleite da mamãe humana que os adotou como parte da família...

https://www.recantodasletras.com.br/cronicas/6405802

 


Publicado por GiselleSato em 31/07/2018 às 20h12
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
28/07/2018 14h36
A tal cura neural de um certo Doutor Bumbum

Doutor Bumbum alcançou o estrelato em pouquíssimo tempo, às custas de uma condição humana que soube explorar muito bem: não estamos prontos para aceitar a realidade. E nem estou falando em vaidade, Doutor Bumbum oferecia um tratamento para curar dor crônica através de uma técnica que ele criou, uma  tal  ‘’Cura Neural’’, que não existe nenhuma comprovação 
científica, mas que mesmo assim foi feita por várias pessoas.

Não consigo nem imaginar as consequências do procedimento, mas a grande questão é que somos um alvo para esse tipo de falsa promessa. Quem sente dor diariamente acaba fragilizado, excluído e quer se livrar dessa mácula para ser melhor aceito pela sociedade, torna-se um alvo fácil para todo tipo de engodo. 

Não foi a primeira vez nem será a última, agora mesmo pode estar acontecendo com alguém próximo e não saberemos, a menos que aconteça outra tragédia. Pode ser ainda, que um falso bem estar provoque a  propagação do tratamento, se cair nas graças da mídia social, em poucos segundos teremos mil pessoas tentando novas curas  com vários Doutores Bumbum. 

#dorcrônica#doutorbumbum#AR#SS#mindfulness


Publicado por GiselleSato em 28/07/2018 às 14h36
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
27/07/2018 12h28
Escolhas - Giselle Sato

Escolho cuidar de mim, escutar meu corpo com carinho, ser gentil comigo mesma, sentir a vida de braços abertos, tentar não impedir despedidas, não me apegar ao passado e me abrir para o futuro, aceitar o presente da forma que vier.

Escolho não me deixar levar por tudo que me estressa, escolho não ter pressa, escolho me mover de maneira confortável, respeitando limitações e testando limites, avançando e recuando sem culpa, me permitindo errar e acertar.

 

Escolho ser feliz independente do que os outros pensam, sozinha ou acompanhada, saudável ou doente, com ou sem dor.

 


Publicado por GiselleSato em 27/07/2018 às 12h28
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
25/07/2018 13h36
Eu e o mar - Giselle Sato

Sinto o cheiro da maresia, as gotas frias da água em meu rosto, minha pele se arrepia com o frescor da brisa que sopra suavemente. O sol aquece minha pele, trazendo um bem estar que há muito não experimentava, a vida pulsa em todos os sentidos. Estou viva! Respiro a leveza, as ondas brincam com a embarcação, ensaio o primeiro de vários sorrisos, a sensação é tão boa que minha alma é tomada por  gratidão.

Fé e amor se encontram num grande abraço, e fico quietinha neste aconchego, sem ressentimentos, tristeza, nada além de carinho e bondade. Estou no meu barquinho e ele tem imensas velas brancas, um mastro alto que parece tocar as nuvens, a estabilidade  do lastro de tudo que aprendi ao longo do caminho e a segurança de uma âncora forte mas leve o bastante para que eu use quando bem quiser.

O mar que navego é cristalino, profundo, mil tons de azul se mesclam formando ondas, marolas, indo e vindo, subindo e descendo… brindando sensações, pensamentos, sentimentos, dores, sofrimento, enfermidade e momentos. Não é assim que vivemos? começo, fim, recomeço, pausas, melhora, piora, aumenta, diminui, sobe, desce, escurece, clareia, esquenta, esfria, adoece, cura...

Meu barco singra o  oceano e eu não sei o que pode vir pela frente, talvez tempestades, tormentas, quem sabe dias de profundo marasmo ou tranquilidade. Minha única certeza é que não estou à deriva.


Publicado por GiselleSato em 25/07/2018 às 13h36
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Página 5 de 20 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]

A Pequena Bailarina
Assassinos S/A II
BECO DO CRIME
Meninas Malvadas
POETRIX
Trilhas da imensidão- Contos de Terro...
Site do Escritor criado por Recanto das Letras