Giselle Sato
A inspiração é o encontro perfeito das palavras e a imaginação. Aventure-se.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Rejeição

Rejeição: desacolhimento, enjeitamento, abandono.
Como essa palavra soa pesada, no entanto quem nunca sentiu no corpo o impacto dessas sílabas? Provavelmente todos em algum momento da vida, talvez ela ainda esteja ressoando nos nossos ossos, articulações, no pulmão, na pele e no coração.

A experiência me ensinou que preciso deixar ir quem não quer estar ao meu lado, independente de laços ou sentimentos que nos uniam. Sentimentos que só existiam em mim, porque as pessoas foram embora independente do meu desejo.
Deixar ir,  acolher meu corpo e minha dor. Esse é um ato de amor por mim mesma, acolher significa oferecer refúgio, também é amparar-se, apoiar-se e  abrigar-se. Não fui ensinada a me amar e fortalecer; a vida inteira me cobraram seguir um padrão familiar que nem sempre foi verdadeiro.

Existem mães que abandonam os filhos, pais que desrespeitam e irmãos que desconhecem a fraternidade, filhos e maridos cruéis. Existem relacionamentos abusivos, preconceituosos, nocivos. Inexplicáveis.
Quando tudo isso acontece, sofremos muito e o corpo se ressente e adoece. Resgatar o corpo desse turbilhão de dor e sofrimento exigiu e ainda exige  muito esforço, ajuda profissional, vontade para abandonar velhos hábitos e persistência. A luta é diária, a dor e a doença fragilizam; a balança pende para um lado e para o outro, e se equilibra na realidade.

Tive uma experiência difícil por esses dias e foi muito doloroso, precisei de um tempo para processar toda dor e acolher uma situação que existe independente da minha vontade.
O que aconteceu já aconteceu há algum tempo, e o tempo não vai voltar atrás. Passou e está no passado, essa sensação dolorosa me visita algumas vezes. Existiu, não existe mais. Eu existo e quero ser feliz.

 
GiselleSato
Enviado por GiselleSato em 05/03/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

A Pequena Bailarina
Assassinos S/A II
BECO DO CRIME
Meninas Malvadas
POETRIX
Trilhas da imensidão- Contos de Terro...
Site do Escritor criado por Recanto das Letras